O Projeto

Santa Casa de Belo Horizonte

A Santa Casa BH foi a primeira instituição de saúde instalada em Belo Horizonte no final do século XIX. Fundada em 1899, 2 anos após a inauguração da capital mineira, funcionou inicialmente em um pavilhão construído na esquina da rua Ceará com avenida Francisco Sales, atendendo a população carente da cidade durante décadas. Ao longo dos anos, novos setores - como o histórico prédio da Maternidade Hilda Brandão e o pavilhão Miguel Couto - foram erguidos no entorno do pavilhão original para ampliação do atendimento da instituição. Na década de 1940, por iniciativa do então provedor José Maria Alkmim, foi construído um novo hospital a partir de um projeto do renomado arquiteto Raffaello Berti.
 
Inaugurado em 1946, o atual edifício da Santa Casa BH possui 13 andares com 4 grandes alas cada um, abrigando modernas unidades de atendimento com UTIs e alas de enfermaria de alto padrão. Reunidos em um único quarteirão, outros 9 prédios anexos compõem a Santa Casa BH. Seu Centro de Admissão e Diagnóstico Inicial (CADI) - primeiro centro especializado em diagnóstico da capital mineira, em operação desde 2011 - tornou-se referência no Estado.
 
Com 19 salas cirúrgicas para procedimentos de média e alta complexidade, a Santa Casa BH reúne o maior número de leitos de UTI, em um único edifício, destinados exclusivamente a pacientes SUS. O atual padrão de atendimento do hospital está entre os melhores do país.
 
Confira alguns dos principais indicadores (em média - dados de maio de 2016):
 
- Especialidades: 35
- Número de leitos ativos: 1.037
- Salas cirúrgicas: 19
- Leitos de UTI: 170
- Internações por dia: 117
- Admissões na UTI por dia : 23
- Munícipios atendidos: 579
- Exames: 125 mil/mês
- Cirurgias: 2.160 média/mês 
- Procedimentos: 12.207 média/mês
- Partos: 350 média/mês
- 4º maior hospital 100% SUS do Brasil.
- 2º maior hospital filantrópico em número de internações SUS no Brasil
- Está entre os maiores prestadores de serviço de cirurgia oncológica pediátrica de Minas Gerais e está entre os maiores prestadores do Brasil; (Está entre os 15 maiores prestadores de cirurgia oncológica pediátrica e adulta no Brasil e em 1º e 2 º lugar respectivamente, em Minas Gerais).
- Está entre os 10 maiores prestadores de serviço de cirurgias do aparelho circulatório
- 2º maior hospital em serviço de transplante em Minas Gerais.
- Na região metropolitana de Belo Horizonte, a Santa Casa BH é líder nas cirurgias do sistema nervoso, aparelhos circulatório e digestivo e nas cirurgias de mama
- Líder na realização de ultrassonografias e endoscopias.
- Está entre os maiores prestadores de serviço de oftalmologia do Brasil, com destaque para os serviços de glaucoma, catarata, transplante de córnea e cirurgias oftalmológicas.
- Maior prestador de serviço de urgência oftalmológica de Minas Gerais.
- Mais de 2,3 milhões de atendimentos ambulatoriais realizados por ano (consultas, exames, procedimentos ambulatoriais, sessões de quimioterapia, radioterapia e hemodiálise).
- O número de partos de alto risco realizados pela Santa Casa BH corresponde ao número total de 38% dos partos realizados pela maternidade.
- Possui relevância ao atender gestantes de Minas Gerais, principalmente em casos de má formação cardíaca, urológica, neurológica e prematuridade. 
Para um hospital dessa envergadura, foram demandados grandes investimentos. Ao longo dos anos, a instituição contou com o apoio da iniciativa privada, sempre útil na complementação orçamentária da maioria das entidades filantrópicas do país. Um bom exemplo é o apoio do médico, banqueiro e empresário dr. Aloysio de Andrade Faria, cujas doações de equipamentos hospitalares de última geração tornaram possível a revitalização de duas grandes UTIs nos últimos anos.

Enquanto principal unidade do Grupo Santa Casa BH, a Santa Casa BH é o maior núcleo de prestação de serviços na área de saúde em Minas Gerais. Atuando em 35 especialidades médicas, atingiu a marca de 1.086 leitos de alto padrão destinados ao atendimento SUS, ao final de 2014, com o projeto Santa Casa Mil Leitos SUS. Mais do que um acréscimo no número de leitos, o empreendimento representou um avanço no modelo de saúde pública, estabelecendo melhorias no atendimento - tornando-o ainda mais humanizado - e aliando tecnologia de ponta a assistência especializada. Desde a implantação do projeto, em 2008, o número de leitos foi ampliado e o índice de internações cresceu 67% e o atendimento às demandas de alta complexidade subiu 50%.

Além de implantar mudanças na estrutura física, os contínuos investimentos promoveram capacitação e qualificação de funcionários, aumento no número de procedimentos e internações e - resgatando um compromisso histórico com o corpo clínico - proporcionaram melhores condições de trabalho aos médicos do hospital, assegurando-lhes modernos equipamentos e todo o apoio logístico necessário para a manutenção do alto padrão de qualidade na assistência aos pacientes.
 

DECLARAÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA
A Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte é uma entidade de utilidade pública conforme a lei 6.270, de 24/11/1992 (Municipal); 11.127, de 07/07/1993 (Estadual); e 47.778, de 09/02/1960 (Federal).


DECLARAÇÃO DE FILANTROPIA
A Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte é certificada como "Entidade Beneficente de Assistência Social" (antiga Entidade de Fins Filantrópicos), conforme documentos expedidos pelo Conselho Nacional de Assistência Social da Previdência Social.

 
As escolas interessadas em participar podem fazer a solicitação pelo e-mail diabetesnasescolas@santacasabh.org.br ou cadastrar a escola para treinamento diretamente no link https://eSurv.org?u=CADASTRO.
 
Para acesso às etapas do treinamento, clique AQUI.